Voltar 

A VISÃO E O COMPUTADOR

 


Com a presença cada vez maior da informática no quotidiano, no trabalho ou nas horas de lazer, muitos utentes apresentam queixas de desconforto ocular provocado pela excessiva exposição ao computador. Como a fixação do olhar na tela por períodos prolongados provoca esforço intenso, as queixas mais comuns referem-se a cansaço visual, ardor, dores de cabeça, sensação de olho seco, visão turva ou mesmo dupla e dificuldade de concentração, especialmente quando a iluminação e a postura estão incorrectas. Esses sintomas ocorrem mais frequentemente nos utilizadores que necessitam de lentes de contacto.  

No entanto, algumas atitudes simples podem ser adoptadas no escritório ou em casa para minimizar o desconforto causado pelo uso constante do computador. O primeiro passo é agendar uma consulta no oftalmologista para investigar ou excluir a possibilidade de problemas como miopia, hipermetropia e astigmatismo.

Aos usuários de computadores que necessitam de óculos, é recomendado o uso de lentes fotocromáticas, dotadas de tratamento anti-reflexo e filtros UV. Já os adeptos das lentes de contacto, visando evitar a ocorrência do olho seco provocado pela diminuição do pestanejar ao fixar demoradamente a tela, podem utilizar soluções humidificantes, como colírios de lágrimas artificiais, que reduzem o incómodo e mal estar.
Outro cuidado essencial é verificar a correcta iluminação do local onde o computador está instalado. O ideal é usar luz indirecta e fechar as cortinas do ambiente de modo a quebrar a incidência da luz diurna, evitando, assim, reflexos na tela. O monitor também deve ser regulado para diminuir a fadiga visual, com ajuste das funções de brilho e contraste.

Uma medida interessante é a instalação de filtros anti ofuscantes, que reduzem o desconforto. Além disso, é importante conservar o monitor a uma distância pouco maior do que a utilizada na leitura: cerca de 35 a 50 centímetros dos olhos, em linha recta. O aparelho deve ser mantido sempre limpo, pois o acumular de poeira deteriora a imagem.
  Períodos de descanso também auxiliam os utilizadores do computador. Pausas curtas e constantes são mais benéficas do que o repouso prolongado. A recomendação médica é uma pausa de cinco minutos para cada hora de trabalho, relaxando e fechando os olhos durante alguns instantes. Ao mesmo tempo, é importante mudar de posição com frequência para reduzir a fadiga muscular.
Observadas todas estas medidas, é possível ter conforto e segurança durante o trabalho e as horas de lazer. É essencial prestar sempre atenção aos sintomas oculares e procurar um oftalmologista sempre que necessário para manter a saúde visual sob controle. Apesar dessas recomendações, é importante destacar que as radiações emitidas pelos computadores são de baixa intensidade e ainda não existem evidências de danos à visão.
 

  Voltar