Voltar 

                                  A OSTEOPOROSE  



Osteoporose é um nome difícil de pronunciar mas fácil de entender: significa que os ossos estão fracos, têm pouco cálcio, e por isso são mais porosos, isto é, a sua estrutura torna-se menos densa e eles ficam mais frágeis, o que facilita grandemente as fracturas, sobretudo em caso de quedas.

1. Saiba que, na maioria das vezes (e como em tantas outras doenças), mais vale prevenir que remediar - como o nosso povo diz. Nalguns casos raros, de osteoporose por doença de glândulas endócrinas ou dos rins, as causas terão que ser procuradas e tratadas pelo médico, desde o início. Na maior parte das vezes, todavia, a prevenção pode fazer-se, e depende de si.

 

2. Saiba também que a osteoporose aparece sobretudo com a idade e com maior frequência no sexo feminino: nas mulheres, durante e depois da menopausa (incluindo a menopausa cirúrgica), e nos homens idosos. Em todos estes casos o exame radiológico ou tomográfico da coluna ou do fémur, e sobretudo a "densitometria óssea", podem ser requisitados pelos médicos, para diagnóstico e para avaliação da gravidade, sempre que entendam necessário.


3. A prevenção da osteoporose deve contudo começar muito mais cedo. Olhe pelos seus filhos, pois que é na infância que se constroem ossos fortes: dê-lhes pelo menos meio litro de leite por dia (pois que é rico em cálcio) e uma vida ginasticada e desportiva (a manter por toda a vida!)*

4. Para si (homem ou mulher, adultos) e para além do leite e da actividade física, evite o fumo do tabaco (seu ou dos outros, isto é, tabagismo activo ou passivo) e também o abuso de bebidas alcoólicas e o excesso de café, pois todos eles contribuem para a osteoporose, em todas as idades e em ambos os sexos.

5. Adopte uma "dieta inteligente"** , com menos gorduras e doçuras, e mais verduras, mais fruta, cereais e pão de mistura, aumentando o consumo de leite magro e de peixe: desse modo faz a promoção da sua saúde e a prevenção da osteoporose (e de muitas outras doenças, incluindo as do coração e vários cancros!).

 


6. No caso das mulheres, durante a gravidez, a lactação e depois da menopausa, a "dieta inteligente" deve ser suplementada com cálcio (em leite enriquecido, ou medicamentos receitados).

7. É cada mais vez mais defendida pelos especialistas a terapêutica hormonal de substituição, nas mulheres peri e pós menopausa (sobretudo as que tenham outros factores de risco - hipertensão, diabetes, tabagismo, vida sedentária ou colesterol elevado*** - e não tenham contra-indicação para os estrogéneos) no sentido de prevenir a osteoporose, melhorar o seu bem estar e a qualidade de vida, e também reduzir a doença aterosclerótica em geral, e a doença cardíaca coronária em particular (angina de peito ou enfarte do miocárdio**** )


8. Oiça sempre o seu médico de família (e, a seu conselho e se for caso disso, o reumatologista, o ortopedista, o fisiatra, ou o ginecologista… ou mesmo o cardiologista) sobre a necessidade de exames clínicos, ou métodos especiais de diagnóstico ou de tratamento.

9 - A imobilização prolongada acelera a desmineralização óssea (ainda mais do que a inactividade física) ao mesmo tempo que leva à atrofia e "fusão" muscular, e até a tromboses venosas dos membros inferiores.

A movimentação permitida no leito, e a mobilização articular e o exercício orientado dos diversos grupos musculares, ajudarão a reduzir a descalcificação e a manter a força muscular, essenciais para a recuperação da actividade e do próprio equilíbrio, evitando assim futuras e previsíveis quedas.
 

 

10. O grande medo - justificado - da osteoporose consiste no muito mais fácil aparecimento de fracturas em consequência de quedas, mesmo que sejam pequenas (colo do fémur, braços), ou depois de esforços inusitados ou de transporte de pesos (coluna vertebral)

O aparecimento de dores inabituais (nas contingências descritas e nesses locais), mesmo que julgadas inocentes, devem obrigar a exame médico e a eventual terapêutica (que felizmente é fácil de fazer e é eficaz).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  Voltar