Voltar 

MUDANÇAS NA ADOLESCÊNCIA

Adolescência é definida como o período de crescimento/desenvolvimento que ocorre entre o início da puberdade e o alcance da maturidade física e emocional. As raparigas sofrem maiores modificações durante a puberdade que os rapazes, têm tendência a atingir a puberdade antes e levam menos tempo para chegar à maturidade. A adolescência nas jovens começa por volta dos 11 anos de idade e vai até os 16. Nos rapazes, o período correspondente vai dos 13 aos 18 anos de idade. Depois os 14 anos aproximadamente, os rapazes são, em geral, mais pesados e altos que as raparigas.

Nos rapazes, as alterações físicas que fazem parte da adolescência são o aumento dos orgão genitais, o aparecimento de pêlos pubicos, na face e nas axilas, e a voz torna-se mais grave. Nas raparigas, as mamas crescem, surgem pêlos púbicos e também nas axilas, e tem então início a menstruação. A maioria dos adolescentes torna-se fértil 2 a 3 anos após a puberdade.

As alterações hormonais despertam sentimentos sexuais e o namoro normalmente começa na metade da adolescência. As alterações hormonais também respondem pelo mau humor conhecido dos adolescentes. Os adolescentes com dificuldades de se adaptar às mudanças físicas podem-se tornar depressivos ou apáticos. Por outro lado, existem ocasiões onde o bem estar excessivo leva o adolescente a surtos de entusiasmo.

Reacções contra a autoridade são comuns: o jovem neste período frequentemente experimenta o desejo de expressar sua própria personalidade, formar um carácter definido e provar o máximo de sensações possíveis. A maioria dos adolescentes gosta da oportunidade de assumir responsabilidades e tornar-se mais independente. Contudo, eles podem ter dificuldades em manusear com o desafio. Assim, nalguns alguns momentos, podem agir de maneira
independente e mais tarde terem o desejo de ser dependentes.
Estas mudanças naturais no comportamento dão stress ao adolescente e esta angústia deve ser reconhecida pelo próprio adolescente ou pelos seus pais.
O uso de cigarros, drogas e bebidas alcoólicas também podem representar uma forma de determinar independência. Mas a vontade de passar por novas experiências pode, em alguns casos, levar a problemas maiores.

Alguns tópicos devem ser discutidos com os pré-adolescentes. Deve-se conversar com as crianças sobre as mudanças que ocorrerão nos seus corpos. Os adolescentes precisam de alguém em quem confiar e contar sobre sua relação com a família e o meio.

Deve-se manter diálogo abordando os riscos do uso de cigarro, a segurança ao dirigir automóveis, o alcoolismo, o uso de drogas ilícitas e a sexualidade. Esta informação é melhor fornecida por um pai ou mãe ou alguém com quem o adolescente tenha uma relação emocionalmente estável.

Os adolescentes sofrem uma pressão considerável de seu próprio grupo. O processo de maturação do corpo em direcção à maturidade física também pode causar algum

desconforto e embaraço. Os pais podem ajudar transmitindo compreensão, simpatia, conselhos e discussões sobre todos os problemas fisiológicos e psicológicos que acompanham este período da vida. Os adolescentes que levam mais tempo para amadurecer, especialmente os rapazes, têm tendência a uma auto-estima menor que aqueles que amadurecem precocemente ou em uma idade média.
       

  Voltar