Voltar 

 
Aumento do ácido úrico (HIPERURICEMIA)

 

Indivíduos com esta doença, têm dificuldade de eliminar o ácido úrico, produto final do metabolismo da purina, formado na quebra de proteínas, principalmente de origem animal. Geralmente desenvolvem a gota úrica, doença que lembra a artrite, pela ocorrência de dores nas articulações.

Segue abaixo uma orientação dietética!

Alimentos proibidos:

- Miúdos em geral (miolo, fígado, rins, coração, moela)
- Alguns alimentos do mar, como sardinha, mexilhão, anchova, bacalhau, salmão, truta, atum, arenque, camarão, lagosta, ostra, caranguejo
- Algumas aves, como pombo, ganso, peru, galinha, galo
- Carne de porco, embutidos, toucinho defumado, bacon
- Caldo de carne e molhos prontos
- Feijão, lentilha, grão de bico, ervilha, trigo
- Frutas oleaginosas, como coco, nozes, castanhas, amêndoas, amendoim, pistache, avelã
- Presunto, banha, extracto de tomate, chocolate, pão de centeio
- Alho porro, espargo, brócolos, cogumelo, espinafre
- Todos os grãos e sementes

Alimentos pouco recomendados:

- Carnes magras (patinho, coxa duro)
- Peito de frango, filete de peixe (pescada branca)
"2 porções pequenas por dia"

Alimentos permitidos:

- Leite e iogurte desnatados, queijos brancos
- Ovos
- Vegetais (excepto os acima)
- Pães brancos e biscoitos de água e sal
- Frutas em geral
- Macarrão e arroz
- Batata
- Óleos vegetais (girassol), em quantidade moderada

Recomendações

- Utilizar preparações com carnes cozidas desprezando a água do cozimento
- Carnes assadas não devem ser tostadas
- Não utilizar preparações ou alimentos ricos em gorduras
- Não ingerir bebidas alcoólicas
- Ingerir 2 a 3 litros de água por dia

                               Esta orientação  não substitui a necessidade de acompanhamento médico

 

  Voltar