Voltar 

                                                                                                                                   
 
 


Tratamento estomatológico em pacientes portadores de Diabetes Mellitus

Diabetes Mellitus é a doença resultante de uma interacção variável de factores hereditários e ambientais e caracterizada por produção anormal ou insuficiente de insulina, níveis de açúcar no sangue bastante elevados e uma diversidade de complicações nos vários orgãos, que inclui a nefropatia, a retinopatia, a neuropatia e a aterosclerose mais acelerada.

Uma vez que os pacientes portadores de diabetes são doentes que apresentam outras doenças associadas é de grande importância que o Médico estomatologista esteja actualizado com o quadro apresentado pelo paciente, de forma a minimizar as possíveis complicações associadas a certos tratamentos estomatológicos executados.

É de grande importância o acompanhamento constante do paciente por um profissional - médico assistente (de Clínica Geral por exemplo) - em circunstâncias de tratamentos odontológicos mais rigorosos, pois só assim o resultado desta sintonia entre o Médico Estomatologia e o médico assistente do paciente trará os devidos benefícios ao doente.

A diabetes do ponto de vista da Estomatologia, quando não correctamente controlada e acompanhada pelo Médico assistente e Médico Estomatologista, poderá apresentar as seguintes vulnerabilidades e complicações :

  • Maior predisposição a problemas gengivais e periodontais.

  • Maior susceptibilidade a infecções.

  • Perda precoce de elementos dentários.

  • Dificuldade de adaptação de próteses parciais removíveis ou totais.

É sempre possível uma manutenção de um estado de saúde oral adequado nos pacientes portadores de diabetes desde que haja um correcto acompanhamento por parte do Médico estomatologista e do Médico assistente do paciente, minimizando ou mesmo evitando as consequências odontológicas da diabetes.

  Voltar