Voltar 

 

 

 


 Os cuidados que se deverão ter com a boca

                
ESCOLHA DA ESCOVA DE DENTES
    Deverá ser sempre macia, quer seja para uso de crianças ou adultos; escova de cerda  média ou dura provoca agressão na gengiva, originando com que esta se vá retraindo e expor consequentemente a raiz do dente, o que irá causar dor.  O adulto pode também usar uma escova infantil; a cabeça pequena desta escova facilita a  escovação principalmente dos dentes posteriores; uma escova dentária não é para toda a vida: deverá ser trocada em média a cada 2 meses ou, mal esta se deforme.
CREME DENTÁRIO
Existem hoje no mercado os mais diversos tipos de combinações; recomenda-se  muito cuidado com aqueles que possuem materiais abrasivos (apelidados para o clareamento dos dentes): podem causar verdadeiros desgastes prejudiciais; pastas de dentes com sabores podem ser usadas para incentivar a criança a escovar os seus dentinhos.

Como os cremes dentários costumam causar ardência na boca, a pessoa não  se vai escovar a direito, pois quer-se ver livre depressa daquele ardor; para evitar tal, basta que coloque na escova, só um pouco de pasta porque o mais importante é o trabalho da escova e não a pasta.

FIO DENTAL
É de grande utilidade na limpeza dos espaços entre os dentes onde a escova não consegue alcançar; deve ser usado após cada escovagem; ele e a escova são imprescindíveis para que não se instale o tártaro; existe o fio e a fita dental, mas a diferença está apenas na largura.
LÍNGUA
Por incrível que possa parecer, poucas pessoas sabem que a lingua necessita também de ser escovada; o mau hálito vem também  dos depósitos de alimentos na lingua; há que verificar sempre a lingua ao espelho: se estiver branca, não está limpa; a lingua sã é de coloração avermelhada.
DOCES
Deve ou não comer-se doces? O açúcar é necessário para o organismo, motivo pelo qual os doces, podem ser ingeridos; Apenas é necessário observar que, não é tão importante a quantidade de doces mas o tempo que eles permanecem na boca.

Tal significa que os doces devem servir apenas como uma sobremesa, ou seja, somente depois das as refeições pois os dentes serão escovados seguidamente; duas tabletes de chocolate, por exemplo, se ingeridos no almoço ou jantar, não acarretam o mesmo malefício que um chiklete  mastigado durante o dia; neste último caso o açúcar permanece muito tempo na cavidade oral e, sem dúvida, os dentes serão afectados; a mama ou a chupeta, por exemplo, quando administrada ou colocada na criança à hora de dormir (agravando ainda mais se estiver impregnada com açúcar), é um verdadeiro desastre para os dentes já que o açúcar vai actuar por 6 a 8 horas, provocando o que é conhecido como "cárie de mamadeira".

EXTRACÇÃO DE DENTES (cuidados posteriores)
A Estomatologia hoje está tão evoluída que poucas vezes um dente necessita de ser extraído; existe uma diversidade de actuações para se evitar a extracção do dente; suponha-se, porém, que por alguns motivos é feita a indicação da extracção; como actuar após tal cirurgia? No dia da extracção e seguinte devem-se adoptar 3 condutas básicas:

1) Não colocar nada quente na boca (o calor provoca hemorragia); somente alimentos frios ou gelado.

2) Não efectuar bochechos com nada, nem mesmo com água (o bochecho poderá remover o coágulo, que é responsável pela cicatrização, e com isso ocasionar uma hemorragia)

3) Alimentação:  para evitar que algum alimento se introduza na cavidade recém aberta, recomenda-se nestes dois dias ingerir apenas líquidos frios.

Havendo hemorragia após uma extracção dentária, a conduta deverá ser assim: efectuar um rolo com uma gaze esterelizada, colocar na cavidade que sangra, e morder por cima durante 15 minutos; se parar é porque era apenas uma hemorragia, considerada normal; se continuar a hemorragia depois deste tempo, é necessário de imediato procurar serviços médicos para se tomar a atitude mais adequada.

O RANGER DOS DENTES
O hábito de ranger os dentes é mais frequente à noite e é bastante prejudicial podendo provocar grandes desgastes nos dentes; costuma estar associado ao stress e problemas emocionais; no que se refere à questão do foro estomatológico, é feita uma placa que é usada especialmente à noite; esta placa inibe o movimento de rangimento.
A GENGIVA QUE SANGRA
É rotina o paciente chegar ao consultório, alegando uma série de causas para a hemorragia da sua gengiva; existe uma verdade: a gengiva só sangra quando não se escovam bem os dentes; é a informação reaccional do nosso organismo; caso não se tomem os cuidados devidos, o sangramento acaba por parar  só  que começa um processo muito mais grave e que pode até originar com que o dente não se sustente mais e acabe por cair.   

 

  Voltar