Voltar 

 

 

                                                                             

 

             Como cuidar bem dos dentes na criança


Normas de Higiene oral (bucal)

Um das maiores inimigos dos dentes, responsável por cáries e doenças da gengiva, é a placa bacteriana. Tentar prevenir esta situação é usar o fio ou fita dental, após a escovagem, diariamente e sempre após as refeições.

________________________________________________________________________________

1º - Regras da Escovagem

  1. Usar escova com cerdas de dureza macia ou média, que deverá ter 10 (dez) fileiras e 3 (três) colunas
  2. Colocar as cerdas da escova num ângulo de 45º graus em relação ao longo eixo dos dentes e o plano horizontal (face triturante dos dentes ), pressionar até que as cerdas atinjam o bordo gengival, e assim se terá a pressão ideal.
  3. Fazer movimentos para a frente e para trás lentamente, procurando apoiar dois dentes de cada vez, a partir dos últimos dentes de uma arcada ( superior ou inferior ), contornando até à outra extremidade e seguidamente passando para a outra arcada.
  4. Escovar a língua para remover bactérias e refrescar o hálito. Usar creme dentário que possua flúor e  trocar de marca periodicamente.

Regras para o uso do Fio Dental
 

O uso de Fio ou Fita Dental, complementa a escovagem. Seguir as regras em abaixo indicadas e ter-se-há uma óptima higiene oral:

  • Cortar mais ou menos 40 cm de fio ou fita dental
  • Fazer uma pequena introdução no espaço entre os dentes e pressionar de encontro ao dente detrás dando ao fio ou fita a forma de um "C"
  • Com movimentos pequenos e suaves fazer pressão no sentido da papila gengival.
  • Fazer movimentos simultâneos para cima e para baixo puxando o fio ou fita para fora.
  • Manter o fio ou fita no mesmo espaço inter-dentário, fazendo pressão de encontro à face do outro dente e repir os movimentos explicados acima até à completa higiene oral.

  

______________________________________________________

2º - Os Dentes de Leite

Será  preocupante, em caso de atraso de início dos primeiros dentes de leite ?

Não, porque a idade média normal para o nascimento é por volta de 6 meses de idade; um atraso à volta de mais e ou 8 meses ainda, poderá ser considerado dentro dos padrões da normalidade na nossa população. Também poderemos ter dentes de leite que erupcionam (nascem) antes do prazo médio, ou seja, logo após o nascimento ("dente natal"), ou por volta de 2 a 3 meses de idade ("dente neonatal"). Se isso ocorrer, há que procurar o Médico Estomatologista.

Quando nascem os dentes da criança, podem aparecer episódios de febre ou diarreia ?

Sim; após nascimento dos dentes do bébé, poderão ocorrer alguns sintomas, como sensação de coceira e <inchaço> da gengiva, com aumento da salivação, quadro febril, e até as fezes poderão ficar mais líquidas.

Para ajudar a erupção dos dentinhos e melhorar tal desconforto, deveremos oferecer ao bébé alimentos mais duros, e mordedores de borracha para massajar a gengiva.

 

Se os dentes de leite são temporários, por que é importante tratá-los ?

A presença dos dentes de leite é muito importante pois prepara o caminho para a erupção dos dentes permanentes, mantendo em equilíbrio harmónico o crescimento das estruturas da face (dentes, ossos e músculos), proporciona uma mastigação e deglutição adequadas dos alimentos e conseqente digestão. Um dente de leite comprometido seriamente por um processo de cárie poderá levar a uma
infecção, originando a má formação do dente permanente; além disso, quando nos depararmos com crianças esteticamente comprometidas a nível de dentes, entendemos bem que ocorre nelas uma certa dificuldade de comunicação e integração social.

No caso de perda do dente de leite por traumatismo (queda e baer com os dentes), que procedimento deverá ser tomado?

Se a criança bater com a boca, deverá procurar o Médico Estomatologista, para o exame e a radiografia da região atingida, efectuando uma avaliação do caso; caso haja trauma, guardar o fragmento em soro fisiológico, para tentar ao procedimento clínico adequado (colagem). Caso ocorra perda do dente, levar o mesmo, em soro fisiológico ou leite, ao Médico Estomatologista, onde será feita a avaliação do procedimento adequado.

 

O uso da chupeta estraga os dentes ?

O uso da chupeta após a erupção dos dentes poderá levar à chamada cárie de chupeta, quando apresentar um uso descontrolado e contínuo; o facto de se adicionar outro componente, como açúcar e cereais, leva a um aumento da cárie; também se recomenda que a chupeta nocturna seja suspensa, mal erupcione o 1º dente; caso haja dificuldade, poder-se-há oferecer água pura.

Assim, a Academia de Pediatria Americana recomenda que o uso da chupeta deverá ser interrompida entre os 9 meses e o 1º ano de vida; essa redução deverá ser gradual.

Quando deve ser iniciada a escovagem dos dentes de leite ?

A escovagem dos primeiros dentes deverá ser iniciada assim que estes estejam em erupção, com escova infantil e de cerdas macias; antes da erupção dos dentinhos, a boca e a gengiva do bebé já deverão ser limpas com a ponta de uma fralda ou com gaze embebida em água filtrada; os hábitos de higiene, aprendidos quando criança, serão adoptados expontâneamente durante a vida adulta.

 

A aplicação do flúor deve ser iniciada na dentição de leite ?

A aplicação de flúor deverá ser iniciada antes da dentição de leite. O flúor é um dos agentes importantes na redução da cárie dentária (que é uma doença infecto-contagiosa), em conjunto com outros métodos de prevenção, tais como o escovar e a dieta equilibrada, além do consumo de água fluoretada. Em Portugal e por recomendação da DGS, recomenda-se a administração de flúor logo após o mês de idade

O uso da chupeta (ou mesmo chupar o dedo) provoca deformação dos dentes?

Sim; a chupeta ou a sucção do dedo leva a um desequilíbrio das arcadas dentárias e à má posição dos dentes; o hábito da chupeta deverá ser interrompido por volta dos 3 anos de idade, quando a criança já está consciente de suas vontades e não necessita mais da compensação de sugar; portanto, devemos encorajá-la a deixar o hábito, sendo, em muitas vezes, uma troca agradável e consciente.

O afastamento do hábito de sucção do dedo requer mais consciência por parte da criança, força de vontade e sua colaboração, o que poderá acontecer um pouco mais tarde; nos casos mais severos, a avaliação de um psicólogo será recomendável.

O uso de antibiótico pode manchar os dentes de leite ?

O antibiótico que mais poderá levar a manchas nos dentes de leite é o da família das tetraciclinas (geralmente só administramos este antibiótico nas crianças essencialmente na febre da carraça e brucelose), quando administrada durante a gestação em grande quantidade e longa duração; o mesmo pode acontecer para os dentes permanentes quando administrado à criança logo após o nascimento.

______________________________________________________

3º - Os dentes do Siso

Quantos dentes do siso existem?

Existem quatro dentes do siso, dois superiores sendo um direito e um esquerdo e dois inferiores também direito e esquerdo.

Em que idade surge normalmente a sua erupção?

A erupção ocorre normalmente dos 17 aos 20 anos; portanto, são os últimos dentes da dentição a erupcionar.

Todo a gente tem o dente do siso?

Não.

Por que razão algumas vezes eles não erupcionam?

Porque algumas pessoas não possuem mesmo o dente do siso (geme dental); às vezes, não erupcionam por falta de espaço na arcada dental, ou ainda, pela posição horizontal do dente, o que dificulta a sua erupção.

O que acontece se ele ficar dentro do osso (não erupcionar)?

Pode produzir reabsorções de dentes vizinhos, transtornos dolorosos ao paciente e possíveis degenerações (lesões císticas).

O que acontece se ele erupcionar parcialmente?

A erupção parcial ocorre geralmente por falta de espaço na arcada ou pela posição horizontal do dente. Ambos os casos dificultam a erupção, ocorrendo, dessa forma, a erupção parcial do siso; tal quadro pode provocar gengivites (inflamação da gengiva), abcessos na região, irritação local, dor e edema.

É verdade que o dente do siso empurra os outros dentes, provocando mudanças de posição?

Há duas opiniões: a primeira diz que, se houver espaço suficiente para a erupção do siso o paciente não tiver tendência a mudança de posição, não haverá problemas; já a segunda diz que, se o espaço for insuficiente e o paciente, submetido à ortodontia e com tendência a apinhamentos, ou mesmo, só submetido à ortodontia, mas com a mesma tendência, poderá ter problemas futuros como o apinhamento dos dentes.

Quando a gengiva do dente do siso que está em erupção se inflama, que fazer?

Deverá ser feita a remoção do tampão gengival que cobre parcialmente a superfície dental (ulectomia) ou a curetagem gengival, ambos realizados por um profissional de estomatologia. O paciente, para melhorar tal quadro inflamatório, poderá realizar higiene oral intensiva no local; bochechos com antisépticos orais poderão amenizar o quadro mas, para resolver o problema, o paciente deverá procurar um cirurgião dentista.

Quando é indicada a extração do siso?

A sua extração está indicada na ausência de espaço para a erupção pelo mal posicionamento horizontal do siso, nos quadros de dor e quando se inicia a erupção e esta não se completa ou seja, há erupção parcial do siso.

Quando se faz a extração de um siso, provavelmente terá que ser feita a extração de ambos os sisos do mesmo lado, isto é, do superior e do inferior.

 

 

  Voltar