Voltar 

Para Bebés entre os 4 e 6 meses de idade, consultar as suas necessidades alimentares:
 
                             Nutrientes                             Textura
     Proteínas
     Vitaminas
     Sais Minerais


     Purés semi-liquidos
     e macios   
                             Alimentos                            Quantidade/ dia
Leite 3 Refeições principais

Pequeno Almoço
Almoço
Jantar

Um sabor novo de cada vez

                     
                

 

Farinhas  
 Muito ricas em hidratos de carbono, são uma importante fonte de energia para o bebé. Costumam ser os primeiros alimentos sólidos a introduzir na dieta do bebé. Mas até ao 6º mês, não use farinhas com glúten, pois esta proteína pode provocar desarranjos digestivos sérios. Existem no mercado diversos tipos de farinhas: lácteas e não lácteas, instantâneas, adicionadas de frutos ou legumes, com cacau, mel, etc.
Frutas  
 Fornecem sobretudo vitaminas, diversos sais minerais e fibras. Introduza-as a partir do 5º ou 6º mês, começando pelas maçãs, pêras e bananas, sob a forma de papas e purés

 

Legumes  
 Fornecem vitaminas, sais minerais e fibras. Podem ser introduzidos a partir do 5º ou 6º mês, primeiro sob a forma de caldos ou papas, tornando-se lentamente mais espessos, até formarem purés. A cenoura e a batata são os legumes utilizados para a base de caldos. Complemente com outros legumes, como o feijão verde, a alface, a penca, etc. Cozinhe os legumes em pouca água e aproveite-a, pois é muito nutritiva.

 

                                       A preparação dos alimentos  
Na preparação caseira da comida, ter o cuidado de a adaptar ao gosto e à digestão do bebé. Servir separadamente os diferentes alimentos para que o bebé os possa diferenciar, apreciar e seleccionar.

Essa é uma das grandes vantagens da comida caseira relativamente aos boiões.

Variar a aparência e a textura dos alimentos são importantes estímulos para a progressiva adaptação.

Não usar temperos. Deixar a criança descobrir o sabor natural dos alimentos.

O sal e açúcar são totalmente dispensáveis: o sal pode sobrecarregar os rins do bebé e o açúcar criar habituação.
 

                                  Como guardar a comida do bebé

 

Uma forma prática de ter sempre disponível comida diferente para o bebé, consiste em congelá-la sob a forma de cubos.
1. Prepare a sopa e arrefecendo-a numa tigela em água fria.

2. Depois, deitar a sopa numa forma de cubos de gelo, tapando com uma película aderente e levar a congelar.

3. Após congelados, guardar os cubos em sacos plásticos separados por tipos de alimentos.

 

  Voltar